Projetos

Residência

Residência Campos do Jordão, SP 2002

A técnica construtiva desta casa é uma resposta à dificuldade de acesso ao local, um topo de morro nas proximidades de Campos do Jordão.
O projeto foi concebido para abrigar uma família com filhos e netos.Tira partido da vista privilegiada do local, ao mesmo tempo em que sinaliza um abrigo acolhedor para os momentos de intempérie.

Residência

Residência Piracicaba, SP 2000

Em um terreno de esquina voltado para a mata ciliar do rio Piracicaba, residência definida por dois volumes que se contrapõem ao espaço definido pelas duas ruas. A integração dos espaços convive com uma clara setorização das funções.
Paredes de alvenaria e elementos estruturais de madeira
definem a expressão um tanto campestre do resultado.

Condomínio

Condomínio Aldeia da Fazendinha, Cotia, SP 1997

Loteamento residencial em gleba com 81,833 m² num terreno bastante acidentado. Na região da implantação, na porção da Granja Viana já no município de Carapicuíba, destacam-se maciços de vegetação nas áreas mais declivosas.
Apesar das condicionantes da gleba, o projeto articulou duas limitações da legislação urbanística local: o máximo de 85 lotes e a área mínima de 500 m²

Consultório

Edifício para consultório, Fradique Coutinho, SP 1993

Detran

PROJETO PADRÃO CIRETRANS, SP

O projeto padrão para Ciretrans foi elaborado a partir de solução desenvolvida pelo Detran-SP para implantação nos município do Estado de São Paulo, tendo sido previstos duas tipologias para o prédio de atendimento do público e dois módulos para a realização de vistorias.

O conceito permite variações nos arranjos de implantação em função das condições de cada local.

Os prédios, com estrutura de concreto e cobertura metálica, caracterizam-se pelo despojamento formal associado ao rigor construtivo e operacional.

Residência

Residência Alto de Pinheiros, SP 1979

Residência

Residência Granja Viana, Cotia, SP 1987

Em um lote de 5000m² na Granja Viana, uma ampla casa térrea que privilegia o conforto interno e a integração com o exterior, tirando partido da vista proporcionada pela elevação do terreno.

Edifício Administrativo

Edifício Administrativo Campus USP/ Pirassununga, SP

A concepção inicial do edifício administrativo do Campus da USP em Pirassununga, visa integrar a edificação à paisagem local, caracterizada por visuais amplas, com dois pavimentos nos quais as áreas administrativas se concentram no pavimento superior .

O desenvolvimento do projeto aborda os problemas da geometria complexa resultante do partido adotado por meio do rigor construtivo e formal.   

Escola

Escola Infantil Jaguaré, SP 2000​

 Os diversos ambientes do programa foram distribuidos em torno de um pátio que integra todas as atividades da escola, solução permitida pelas dimensões e pela topografia do terreno.

Centro de Vivência

Centro de Vivência Lorena/USP, SP 2000​

O Centro de Vivência do Campus I da Escola de Engenharia de Lorena foi projetado e implantado em duas etapas, correspondendo a primeira ao refeitório, inclusive área de convívio, a segunda incluindo um auditório e módulos de serviço para alunos, funcionários e palestras, todos interligados por passagens cobertas.

Exceto pelo auditório, cuja forma expressa a função, os demais edifícios são predominantemente horizontais, sempre implantados em torno de pequenas praças e de um espelho d´água, ambos ajardinados.

IPT

Instituto de Pesquisa Tecnológicas Santander, Cidade Universitária, SP 1987

Ginásio

Ginásio Poliesportivo Escola De Engenharia De Lorena/USP, SP 2016

O ginásio de esportes do Campus II da USP em Lorena faz parte do conjunto das áreas esportivas previstas.

Caracterizado pelos vãos de grandes dimensões, resultantes do programa a ser atendido, tem estrutura em concreto que apoia a estrutura metálica da cobertura, sendo o volume fechado por painéis translúcidos em todo o perímetro, agregando expressão notável tanto durante o dia quanto à noite, quando o edifício se transforma em uma grande lanterna.

Uma arquibancada externa, incorporada ao prédio, serve à pista de atletismo, acessibilizada por rampa; as arquibancadas internas tem acesso por escadas e elevador.

Escola

Escola Estadual Jd Vassouras, Francisco Morato, SP 1986

Dois blocos paralelos com 2 e 3 pavimentos interligados por rampas configuram o projeto. A expressão das fachadas maiores e dada por brises em chapa perfurada.

Refeitório

Refeitório do Campus Luis de Queiroz Esalq/USP Piracicaba, SP

O prédio para o novo refeitório do Campus Luis de Queiroz, da ESALQ, em Piracicaba, é um conjunto formado pelo refeitório, incluindo recepção de mercadorias, câmaras frigoríficas, despensas, preparo, cocção, lavagem e demais facilidades, associado a áreas externas para atividades diversas, inclusive lazer e eventos.

O acesso ao refeitório é feito por circulação externa, coberta por marquise metálica, ao longo de jardins que beneficiam a ambientação interna. Na saída do refeitório, um café externo, cria espaço de convívio, tirando partido da arborização das vias do Campus.